Livro “O monge que virou cardeal” sobre dom Orani é lançado na 57ª AG

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O autor é responsável pela redação de língua portuguesa da Rádio Vaticano/Vatican News

APARECIDA (SP) | CNBB | Atualizado em 06.06.2019 – as 14h32

Lançado oficialmente há duas semanas, no Rio de Janeiro, e apresentado no dia 4 de maio durante a Assembleia Geral da CNBB, no Santuário Nacional de Aparecida, o livro “O monge que virou cardeal” retrata a vida e a história do cardeal dom Orani João Tempesta, que completa 10 anos de missão à frente da arquidiocese do Rio de Janeiro e 5 anos de cardinalato.

A obra, publicada pelas editoras Santuário e Canção Nova, é de autoria do jornalista brasileiro e responsável pela redação de língua portuguesa da Rádio Vaticano/Vatican News, Silvonei José Protz.

Acompanhando a trajetória do religioso desde que foi bispo diocesano de São José do Rio Preto (SP) e, posteriormente, de Belém (PA), o autor explica que o livro é uma narrativa em forma de conversa. “Há três partes que compõem a obra: a primeira delas retrata a pessoa de dom Orani; a segunda, sua missão; e a terceira, seu pensamento”, explicou Silvonei.

De maneira coloquial, o livro, construído no formato de entrevista, traz um revelador bate-papo com dom Orani, que se mostra sempre muito à vontade e aborda fatos de sua vocação, de sua missão como pastor, de sua obediência aos planos de Deus e de sua abertura aos chamados que a Igreja lhe faz. “Espero que as pessoas possam ver na pessoa do arcebispo a missão da Igreja na sociedade. Que possa ser um sinal de louvor a Deus no que Ele realiza na vida de cada um de nós que se coloca a serviço do Evangelho”, afirmou dom Orani.

Jefferson Souza

Jefferson Souza