Proteção de menores: Papa convida a rezar pelo encontro no Vaticano

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Encontro histórico acontece esta semana como uma resposta aos abusos sexuais

Cidade do Vaticano | Vaticannews | Atualizado 18.02.2019 – as 9h15

Depois da Oração Mariana do Angelus, diante de milhares de peregrinos na Praça São Pedro, o Papa Francisco pediu orações pelo encontro sobre a proteção dos menores na Igreja que será realizado no Vaticano a partir de quinta-feira (21): “um ato de forte responsabilidade pastoral diante a um desafio urgente do nosso tempo”, afirmou o Pontífice.

O Papa Francisco quis expressamente o encontro sobre “a proteção dos menores na Igreja” que começa na quinta-feira (21) na Aula Nova do Sínodo, no Vaticano. Até o próximo domingo (24) estarão reunidas todas as Conferências Episcopais do mundo, além de vítimas que sofreram abusos.

Pe. Hans Zollner, referente do comitê organizador, já reiterou que entre os objetivos da conferência está “construir a confiança” e “motivar a tomada de consciência de que a tutela das crianças e dos jovens é uma tarefa comum”. Um caminho sinodal iniciado em novembro com a instituição do comitê organizador e a fase de consulta.

Proteção de menores: Papa convida a rezar pelo encontro no Vaticano

Depois da Oração Mariana do Angelus, diante de milhares de peregrinos na Praça São Pedro, o Papa Francisco pediu orações pelo encontro sobre a proteção dos menores na Igreja que será realizado no Vaticano a partir de quinta-feira (21): “um ato de forte responsabilidade pastoral diante a um desafio urgente do nosso tempo”, afirmou o Pontífice.

O Papa Francisco quis expressamente o encontro sobre “a proteção dos menores na Igreja” que começa na quinta-feira (21) na Aula Nova do Sínodo, no Vaticano. Até o próximo domingo (24) estarão reunidas todas as Conferências Episcopais do mundo, além de vítimas que sofreram abusos.

Pe. Hans Zollner, referente do comitê organizador, já reiterou que entre os objetivos da conferência está “construir a confiança” e “motivar a tomada de consciência de que a tutela das crianças e dos jovens é uma tarefa comum”. Um caminho sinodal iniciado em novembro com a instituição do comitê organizador e a fase de consulta.

Jefferson Souza

Jefferson Souza