Arquidiocese de São Paulo disponibiliza igreja para luteranos

A igreja ficou parcialmente destruída

FORTALEZA (CE) – [Ancoradouro] – A tragédia que levou abaixo um prédio de 24 andares  e danificou uma igreja luterana no Largo Paissandu, no centro de São Paulo, dar espaço à solidariedade e unidade.

Nesta quarta-feira, dia 2, o cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer,  visitou  o local do incêndio e esteve com as vítimas. Colocou à disposição organismos da Arquidiocese como o Vicariato para moradores de rua e a Cáritas, para ajudar às famílias atingidas, em caráter emergencial.

A Igreja de Nossa Senhora do Rosário, próximo ao local da tragédia, se tornou um ponto de recebimento de ajuda para as vítimas.  As doações já passaram das quinze toneladas e voluntários da Cruz Vermelha trabalham na seleção e distribuição dos donativos.

Em nota, ” a Arquidiocese de São Paulo também manifesta solidariedade à comunidade luterana, que teve sua igreja destruída no incêndio. Já foram iniciados contatos para colocar algum templo católico à disposição da celebração dos cultos,enquanto a igreja não for reconstruída”.

O blog apurou que os luteranos ainda não teriam respondido se precisariam do local. Ao jornal O Globo, representantes da igreja luterana disseram que irão se reunir nestes próximos domingosna igreja luterana da paz, em Santo Amaro (bairro da Zona Sul de São Paulo), e na comunidade em Vila Ema.

Depois de finalizada  a etapa da retirada dos entulhos da igreja, os fiéis passarão a se reunirem  a céu aberto. O passo seguinte será  retomar os trabalhos de assistência aos moradores de rua, prestados pela igreja e a reforma do templo.

Jefferson Souza

Jefferson Souza